HISTÓRIA E MEMÓRIA EM TERRA SONÂMBULA, DE MIA COUTO / HISTORY AND MEMORY IN TERRA SONÂMBULA, BY MIA COUTO

Autores

  • Caroline Prestes Kelm Gusmão (UNEMAT) Universidade do Estado de Mato Grosso
  • Genivaldo Rodrigues Sobrinho (UNEMAT) Universidade do Estado de Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.5935/1984-6614.20210013

Palavras-chave:

Terra sonâmbula. Literatura moçambicana. Contexto histórico.

Resumo

No romance Terra sonâmbula, uma das mais importantes obras da literatura africana do século XX, o escritor Mia Couto apresenta o processo pós-colonial de Moçambique com suas várias culturas, tradições e lugares. O enredo conta com duas histórias em um único romance, a história do velho Tuahir e do jovem Muidinga e a história de Kindzu registrada em cadernos. O cenário da narrativa é de um território devastado por uma guerra externa, contra a colonização portuguesa que vai de 1965 a 1975. O presente artigo pretende apresentar alguns espaços territoriais e personagens que transitam por esse território de guerra, com seus papéis sociais dentro da narrativa fabulosa.

 

Biografia do Autor

Caroline Prestes Kelm Gusmão (UNEMAT), Universidade do Estado de Mato Grosso

Graduada em Letras pela Universidade do Estado de Mato Grosso (2015), Pós-graduada em Psicopedagogia pelo Instituto Adventista de São Paulo (2018), Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário Internacional (2020). Atualmente é Mestranda em Linguística Aplicada do PPGLetras - Programa de Pós-Graduação em Letras do Campus Universitário de Sinop

Genivaldo Rodrigues Sobrinho (UNEMAT), Universidade do Estado de Mato Grosso

Possui graduação em Letras pela Universidade do Estado de Mato Grosso (1994), mestrado (2002) e doutorado (2010) em Letras (Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa), pela Universidade de São Paulo - USP. Atualmente é coordenador do PROFLETRAS - Programa de Mestrado Profissional em Letras - Unidade do Campus Universitário de Sinop, membro permanente do corpo docente do PPGLetras - Programa de Pós-Graduação em Letras do Campus Universitário de Sinop. Integra o Conselho Editorial da Revista Norte@mentos, parecerista da Revista Crioula (USP).

Referências

CANDIDO, A. A literatura e a formação do homem. Remate de males, número especial, São Paulo, 1999, p. 81-89.

CIECOSKI, A. S. Terra sonâmbula: os caminhos da guerra civil de Moçambique através da obra de Mia Couto. Eventos pedagógicos, v. 10, n. 1, Sinop, jan./jul. 2019, p. 521-535.

CONCATO, C. A estrutura narrativa em Terra Sonâmbula, de Mia Couto. Cadernos de pós-graduação de Letras, v. 17, n. 2, São Paulo, jul./dez. 2017, p. 72-84.

COUTO, M. Terra sonâmbula. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1995.

MACIEL, L. R. M. B. da S. Vozes que retratam a história do povo moçambicano em Terra sonâmbula, de Mia Couto. Cadernos CESPUC de pesquisa, v. 1, n. 21. Belo Horizonte, dez. 2011, p. 80-88.

MACEDO, V. M. C. de. Memórias, silêncios e intimidades: sobre a política contemporânea em Moçambique (1975-2015). Dissertação (Mestrado em Antropologia). Setor de Ciências Humanas, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

OLIVEIRA, A. M. A. dos S. As impermanências da paisagem em Terra Sonâmbula: sonho e resistência. Revista do núcleo de estudos de literatura portuguesa e africana, v. 2, n. 2, Rio de Janeiro, abr. 2009, p. 102-112.

PARDINI, A. B. Terra sonâmbula, O último vôo do flamingo e O outro pé da sereia: letras do sonho, páginas da terra em Mia Couto. Dissertação (Mestrado em Letras). Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

RABELLO, M. C. P. A construção da identidade em Terra Sonâmbula, de Mia Couto. Revista Cadernos CESPUC de pesquisa, v. 1, n. 21. Belo Horizonte, dez. 2010, p. 64-71.

VUKOVAC, V. Neologismos em Mia Couto. Dissertação (Mestrado em Letras). Departamento de Línguas Românicas, Universidade de Zagreb, Zagreb, 2017.

Downloads

Publicado

2021-07-04

Edição

Seção

Espaço-símbolo, espaço-tempo