O ESTRANHAMENTO NARRATIVO EM AT SWIM, TWO BOYS DE JAMIE O’NEILL

Autores

  • Victor Augusto da Cruz Pacheco Universidade de São Paulo

Resumo

Neste artigo analisaremos a questão da relação de influência de James Joyce no romance At swim, two boys, do escritor irlandês Jamie O'Neill, desde o ponto de vista da forma literária, considerando o romance de O'Neill como um resultado autônomo (NITRINI, 2000). Para tanto, utilizaremos o conceito de estranhamento, proposto pelo formalista russo Viktor Shklovksy, como forma de constatar que At swim, two boys está dialogando diretamente com uma produção cultural específica, num contexto histórico específico, no século XX, não sendo apenas sobre a representação do passado histórico da Irlanda, mas também uma opção de como representar o passado.

 

DOI: 10.5935/1984-6614.20170010

Biografia do Autor

Victor Augusto da Cruz Pacheco, Universidade de São Paulo

Victor Augusto da Cruz Pacheco é bacharel em Letras (Português-Espanhol) pela Universidade de São Paulo e aluno de licenciatura pela mesma instituição. Cursou disciplinas na Universidad de Buenos Aires, Argentina (2016). É membro do conselho editorial da La Junta - Revista de Graduação de Espanhol. Desde 2012, atua na área de estudos irlandeses sob a orientação da Profa. Dra. Laura P. Z. Izarra, com a Iniciação Científica "As representações da Irlanda Revolucionária nos contos de Sean O'Faolain", financiado pela bolsa RUSP.

Referências

CIONARESCU, A. Princípios de literatura comparada. Tenerife: Universidad de la Laguna, 1964.

DOYLE, R. A star called Henry. New York: Penguin, 2000.

ERLICH, V. El formalismo ruso: historia, doctrina. Barcelona: Seix Barral, 1974.

GIBBONS, L. The global cure: history, therapy and the celtic tiger. In: _____; KIRBY, P.; CRONING, M. (Orgs.). Reinventing Ireland: culture, society and the global economy. Londres: Pluto, 2002, p. 89-108.

JAMESON, F. The prison-house of language. Princeton: Princeton University, 1972.

MARS-JONES, A. Review: his master’s Joyce. Disponível em:

https://www.theguardian.com/books/2001/sep/16/fiction.features1. Acesso em: 20 jul. 2017.

MOSS, S. Interview: out of shadows. New literary success Jamie O’Neill. Disponível em: https://www.theguardian.com/books/2000/nov/23/fiction.features11. Acesso em: 10 jul. 2017.

NITRINI, S. Literatura comparada. São Paulo: Edusp, 1997.

PACHECO, V. A. C. A angústia pela diferença em At swim, two boys de Jamie O'Neill. Disponível em:

https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/portodasletras/article/view/2488. Acesso em: 30 jul. 2017.

PADGET, J. Language of love: author Jamie O'Neill discusses his gay novel At swim, two boys. Disponível em: http://www.metroweekly.com/2002/05/language-of-love. Acesso em: 30 jul. 2017.

RABATÉ, J. O estranhamento de uma língua. In: MORETTI, F. A cultura do romance. São Paulo: Cosac Naify, 2009, p.887-918.

SHKLOVSKY, V. Theory of prose. Tradução de Benjamin Sher. Illinois: Dalkey Archive, 1991.

VALENTE, J. Race/sex/shame: the queer nationalism of At swim, two boys. Éire-Ireland, v. 40, n. 3-4, 2005, p. 58-84.

Downloads

Publicado

2017-12-11

Edição

Seção

Literatura irlandesa: ponto de partida e de chegada