AS FIGURAS DE JASÃO E HERÁCLES NAS ARGONÁUTICAS, DE APOLÔNIO DE RODES, PENSADAS SOB ALGUMAS PERSPECTIVAS DE JAMES JOYCE E JAMES GEORGE FRAZER

Autores

  • Vinicius Ferreira Barth Universidade Federal do Paraná

Resumo

Este breve ensaio interpretativo pretende pensar sobre alguns momentos de partida e desencontro dentro da épica helenística Argonáuticas, sob o ponto de vista sagrado de morte e renascimento, desenvolvido por James George Frazer, em sua monumental obra, The golden bough, e retomado vastamente por James Joyce em sua última obra, o romance Finnegans wake. Centrados nas personagens de Héracles e Jasão, dentro da épica de Apolônio de Rodes, pensaremos em que medida esses heróis, de alguma maneira metafórica, alternam e/ou invertem seus papéis dentro da expedição e, no caso de Héracles, como se inicia a jornada para alcançar o patamar divino de sua existência.

 

DOI: 10.5935/1984-6614.20170011

Referências

APOLLONII RHODII. Argonavtica. Recognovit breviqve adnotatione critica instrvxit: Hermann Fränkel. New York: Oxford University, 1961.

APOLLONIUS RHODIUS. Argonautica. London: Longmans; Green, 1912.

BARTH, V. F. O canto I das Argonáuticas de Apolônio de Rodes: ensaios de interpretação, tradução poética e notas. Dissertação de mestrado. Programa de Pós-Graduação em Letras da UFPR, 2013.

BEYE, C. R. Epic and romance in the Argonautica of Apollonius. Carbondale and Edwardsville: Southern Illinois University, 1982.

DEVLIN, K. J. Wandering and return in “Finnegans wake”: an integrative approach to Joyce’s fictions. Princeton: Princeton University, 2014.

FEENEY, D. C. The gods in epic: poets and critics of the classical tradition. Oxford: Clarendon, 1991.

FRAZER, J. G. The golden bough. Oxford: Oxford University, 2009.

GOLDHILL, S. The poet’s voice: essays on poetics and Greek Literature. Cambridge: Cambridge University, 1991.

GUAL, C. G. Mitos, viajes, héroes. Madrid: FCE, 2011.

HUNTER, R. L. The Argonautica of Apollonius. Cambridge: Cambridge University, 1993.

JOYCE, J. Finnegans wake. London: Penguin Classics, 2000.

NOVO TESTAMENTO. Novo testamento hebraico-português. Tradução de João Ferreira de Almeida. Cambridge: The Society for Distributing the Holy Scriptures to the Jews, 1965.

VICKERY, J. B. The literary impact of The golden bough. Princeton: Princeton University, 1973.

Downloads

Publicado

2017-12-11

Edição

Seção

Literatura irlandesa: ponto de partida e de chegada