O REALISMO FANTÁSTICO E O JOGO DO FAZ DE CONTA NO CONTO A INVERNADA DO SOSSEGO, DE JOSÉ J. VEIGA

Autores

  • Angélica Maria de Almeida Carvalho Ramos Universidade Federal do Ceará

Resumo

Este artigo propõe tecer uma apreciação crítica do conto A invernada do sossego, de José Jacinto Veiga. Nosso intuito consiste em discutir o não-lugar do conto na literatura fantástica, analisando o jogo lúdico estabelecido pelas personagens que, imiscuídas em um universo mágico, reinventam as coordenadas do mundo para fugir do absurdo do cotidiano e dar ordem e sentido à vida. Tomam-se como fundamentação teórica as considerações de Todorov (2014), Bessière (1974), Chiampi (1980), Schwartz (1981), os estudos psicanalíticos de Freud (1987) sobre a infância, bem como as reflexões de Huizinga (2005), Morin (1970) e Camus (1989).

 

DOI: 10.5935/1984-6614.20170020

Biografia do Autor

Angélica Maria de Almeida Carvalho Ramos, Universidade Federal do Ceará

Mestranda em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Ceará.

Referências

BESSIÈRE, I. Le récit fantastique: forme mixte du cas et de la devinette. In: _____. Le récit fantastique: la poétique de l’incertaine. Tradução de Biagio D’Angelo. Colaboração de Maria Rosa Duarte de Oliveira. Paris: Larousse, 1974, p. 9-29.

CAMARANI, A. L. S. A literatura fantástica: caminhos teóricos. Disponível em: http://www.fclar.unesp.br/Home/Instituicao/Administracao/DivisaoTecnicaAcademica/ApoioaoEnsino/LaboratorioEditorial/colecao-letras-n9.pdf. Acesso em: 12 mai. 2017.

CAMUS, A. O mito de Sísifo: ensaio sobre o absurdo. Tradução e adaptação de Mauro Gama. Rio de Janeiro: Guanabara, 1989.

CARMO, A. A. A representação do mito de Sisifo no conto Petúnia de Murilo Rubião. Caleidoscópio, v. 4, n. especial, Vale do Rio dos Sinos, 2016, p. 147-158.

CASTELLO, J. A. Do real ao mundo do menino possível. In: VEIGA, J. J. Melhores contos de J. J. Veiga. 2. ed. Seleção de J. Aderaldo Castello. São Paulo: Global, 1990, p. 3-5.

CHIAMPI, I. O realismo maravilhoso: forma e ideologia no romance hispano-americano. São Paulo: Perspectiva, 1980.

FREUD, S. A interpretação dos sonhos, v. 4 e 5. In: _____. Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. 2. ed. Rio de Janeiro: Imago, 1987, p. 13-76.

_____. O poeta e o fantasiar, v. IX. Rio de Janeiro: Imago, 1980. (Coleção EBS).

HUIZINGA, J. Homo ludens. São Paulo: Perspectiva, 2005.

MORIN, E. O homem e a morte. 2. ed. Tradução de João Guerreira Boto e Adelino dos Santos Rodrigues. Lisboa: Biblioteca Universitária, 1970.

PRADO, P. F. O absurdo no limiar do cotidiano. In: VEIGA, J. J. Melhores contos de J. J. Veiga. 2. ed. Seleção de J. Aderaldo Castello. São Paulo: Global, 1990, p. 6-7.

ROAS, D. A ameaça do fantástico: aproximações teóricas. Tradução de Julián Fucks. São Paulo: Unesp, 2014.

SANTIAGO, S. Prefácio: a realização do desejo. In: VEIGA, J. J. Os cavalinhos de Platiplanto: contos. São Paulo: Companhia das Letras, 2015, p. 9-24.

SCHWARTZ, J. Murilo Rubião: a poética do Uroboro. São Paulo: Ática, 1981.

TODOROV, T. Introdução à literatura fantástica. Tradução de Maria Clara Correa Castello. São Paulo: Perspectiva, 2014.

UTTEICH, L. C. Kant e Fichte e a “Corrida de estafetas” da questão do idealismo transcendental. Revista filosófica de Coimbra, n. 43, Coimbra, 2013, p. 165-186.

VEIGA, J. J. Melhores contos de J. J. Veiga. 2. ed. Seleção de J. Aderaldo Castello. São Paulo: Global, 1990.

_____. Os cavalinhos de Platiplanto: contos. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

WINNICOTT, D. W. O brincar e a realidade. Tradução de José Octávio de Aguiar Abreu e Vanede Nobre. Rio de Janeiro: Imago, 1975.

Downloads

Publicado

2017-12-11

Edição

Seção

Literatura fantástica e realidade